PLANEJAMENTO ACADÊMICO ESTRATÉGICO (PEA) - UM CONVITE AO ALUNATO

A reportagem de hoje explica com detalhes sobre a primeira edição do Planejamento Estratégico Acadêmico (PEA), evento organizado pelo DA-GV conjuntamente com outras entidades. O repórter responsável pelo texto de hoje foi o Rafael Coquejo!



No sábado, dia 21 de setembro, o Diretório Acadêmico da Fundação Getúlio Vargas, junto de outras entidades, realizou a primeira edição do Planejamento Estratégico Acadêmico (PEA). O evento consistiu em um fórum para a troca de percepções dos alunos sobre alguns assuntos e busca de soluções para resolver os mais diversos problemas enfrentados pelo alunato. Foram organizadas 5 mesas de discussões, cada uma relacionada a um tema que, de acordo com os organizadores, são fundamentais para a vida na FGV: (1) Diversidade; (2) Ações Sustentáveis e Soluções Inteligentes; (3) Integração entre as entidades e os grupos da GV; (4) Saúde Mental; (5) Cultura, Arte e Política.


Segundo Pedro Sant’Anna, Vice-Presidente do Diretório Acadêmico Getúlio Vargas (DAGV), o PEA surgiu a partir da vontade de unir alunos da fundação que, mesmo com boas ideias, não se comunicavam suficientemente: “Tem muita gente aqui na fundação buscando fazer projetos interessantes para resolver problemas do dia-a-dia da fundação ou suprir demandas do alunato, mas muitas vezes essas pessoas não se comunicam tão bem ou se ajudam tanto quanto poderiam”. Além disso, o formato do PEA se baseou no Seminário Anual de Planejamento (SAP), evento realizado pela direção e coordenação da EAESP em que eles, juntamente com professores, se reúnem ao longo se uma semana para discutir planos de ação para diversos âmbitos da FGV. “Se a fundação possui um encontro anual de planejamento estratégico, porque é que os alunos não poderiam ter um também?”, disse Pedro.


Um dos potenciais problemas enfrentados nessa primeira edição foi o baixo número de alunos presentes - havia cerca de 40 no total, apesar das 60 inscrições (quantidade idealizada pelos organizadores). Entretanto, pode-se dizer que o PEA atingiu seu objetivo, que era proposição de soluções práticas para problemas enfrentados pelas alunas e alunos da GV dentro de cada um dos 5 temas escolhidos. Na mesa de Cultura, Arte e Política, foi estruturado um Conselho entre representantes de diversas entidades que lidam com cultura e política na fundação; na mesa da Integração entre grupos e entidades da GV, foram elencados os principais problemas encontrados nas quatro escolas da Fundação, e planejado um passo a passo de afazeres por uma reestruturação inteligente da LIDEN. Ademais, durante o fórum surgiram propostas como a oficina de diversidade para o corpo docente (palestras e rodas de conversa focados em políticas de diversidade dentro da FGV), a estruturação do Conselho Cultural, o entendimento e reformulação da relação entre as entidades, entre outros muitos projetos. “No geral, a estruturação e operacionalidade do projeto foram um sucesso, e ficamos contentes com os resultados obtidos”, disse o Vice-Presidente do DAGV.

4 visualizações