SHOK'S: AMOR PRETO E AMARELO


Ter amigos e tomar uma “breja” após aquela semana extensa de leituras, exercícios, trabalhos e reuniões da empresa é inevitável para a saúde do universitário. Para muitos, o bar descendo a Rua Itapeva é a melhor escolha, se não a ideal, para esquecer os problemas. Localizado a cerca de 100 metros dos prédios das Escolas de Administração Pública e de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) e da Escola de Economia de São Paulo (EESP), todas da Fundação Getúlio Vargas, o bar Shokito’s oferece tudo que um estudante gvniano quer após um dia estressante: bebida e boa conversa.


O bar está na região da Bela Vista desde 1997 e possui dois andares. No primeiro, que é visível a todos que passam pela Avenida 9 de Julho, estão as mesas e o balcão de atendimento. No segundo andar, tem uma boa sinuca e um karaokê, e, ainda, o self-service. O gerente Ronaldo, 43, conta para a Gazeta que, na pandemia, iniciaram-se reformas para o aprimoramento e para a expansão do estabelecimento: “No ano da pandemia nós reformamos todo o bar, voltamos com todos os protocolos de saúde.”. A nova área contém mais mesas e um espaço dedicado aos gvnianos, com camisetas da Fundação de festas, de eventos esportivos, do nosso mascote — o jacaré — e, também, da própria Gazeta Vargas, que não podia ficar de fora dessa coleção histórica de camisetas.




Área expandida na pandemia. Foto: Amanda Rocha


Beatriz Loncan, 20, é diretora de Eventos do Centro Acadêmico de Relações Internacionais (CARI) e lembra que um dos momentos mais marcantes da faculdade aconteceu no Shokito’s: “Após a pandemia, foi o lugar em que eu me encontrei pela primeira vez com meus amigos presencialmente, foi muito especial”. Eduarda Freire, 20, do curso de Direito, também teve seu primeiro “integras” no mesmo bar e o descreve como “diverso”, sendo um lugar onde encontrou pessoas dos vários cursos da GV, e até mesmo de outras faculdades.





Beatriz Loncan posa dentro da betoneira no shokitos // Foto: Acervo pessoal de Beatriz Loncan


O Shokito’s recepciona eventos imperdíveis da GV como a Shokitapa e o trote dos bixos. A Shokitapa é um evento realizado pela torcida organizada da GV, a Amor Preto e Amarelo (APA), que sempre ocorre nesse bar. A última ocorreu na quinta-feira passada (10), sendo um esquenta para o Tusca, e teve presença da Tatubola, a bateria da FGV. Já o trote ocorre todo começo de semestre e também cria boas memórias para os alunos. Matheus Mata, 21, da EAESP, é de Belo Horizonte e conta que, quando chegou aqui como bixo, recebeu ovadas e jatos de tintas debaixo do vão do MASP: “Depois de tudo, descemos a rua da esquina do MASP até o Shokito’s para comemorar”.

Mesmo estudando em um prédio mais distante, os alunos da FGV-RI fazem questão de ir ao bar. Vinicius Kenji, 19, do 4º semestre de Relações Internacionais, vai ao Shokito’s após os treinos do vôlei masculino para se reunir com os amigos. José Lucas, do mesmo curso, gosta de ir às sextas-feiras à noite após a monitoria.


Por mais que seja o lugar ideal para encher a cara, o Shokito’s também oferece as mais saborosas opções de comida, servindo porções, pratos feitos, por quilo e pizzas. Para Helena Pimenta, 4º semestre do curso de RI, a porção favorita é a de polentas fritas. Lívia Rozada, do mesmo curso, comenta que “a comida lá é boa e barata! Adoro as batatas fritas”. A última vez que fui lá pedi picanha, e o tempero de alho frito com pimenta biquinho em cima da carne me surpreendeu.




Prato Executivo de Picanha // Foto: Amanda Rocha


O Shokito’s foi e é o ambiente que nos permite compartilhar alguns dos momentos mais marcantes da faculdade. O primeiro encontro dos amigos pós-pandemia, o primeiro contato com os veteranos no trote, o “esquenta” pré-eventos, o cantinho depois das aulas para relaxar e esquecer a prova de segunda-feira, ou até mesmo para pegar seu computador e estudar por lá. Enfim, imagino que é essa combinação de momentos que torna o Shokito’s tão emblemático para a Fundação Getúlio Vargas. Obrigada Shokito’s!



Texto: Amanda Rocha

Revisão: Anna Cecília Serrano e Fernanda Abdo

Foto de Capa: Amanda Rocha